© 2015 por Spitalex. Criado com Wix.com

  • Wix Facebook page
  • YouTube clássico
  • Slideshare.jpeg
  • LinkedIn App Ícone

Boas Notícias para a Hepatite C! Hoje, mais uma medicação, o Simeprevir foi liberado pela Anvisa.

 

http://lnk.nu/aids.gov.br/1dvol

 

Ele se junta ao Daclatasvir, liberado em Janeiro. Aguardamos ainda mais uma droga, o Sofosbuvir para que os pacientes possam ser beneficiados com esquemas mais potentes e sem interferon.

 

 

February 26, 2015

Leia na íntegra aqui.

 

No último dia 12 de fevereiro tomou posse a nova diretoria da Sociedade Paulista de Infectologia (SPI), entidade responsável pela realização de eventos científicos na área e maior federada da Sociedade Brasileira de Infectologia em número de integrantes. A Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) está representada, nessa nova gestão, pelo professor Alexandre Naime Barbosa, médico infectologista do Departamento de Doenças Tropicais. Em seu primeiro mandato, o especialista ocupa o cargo de segundo secretário, e tem como um das principais missões representar os especialistas da região Centro-Oeste Paulista.


Demonstrando sua importância na área da infectologia, a FMB sediará, no mês de junho, o Encontro de Infectologia do Interior Paulista, mais conhecido como Caipirão 2015. “O Caipirão 2015 é um dos eventos mais tradicionais da Infectologia do Estado de São Paulo. Coordenando esforços da Disciplina de Moléstias Infecciosas e Parasitárias (MIP) da FMB, em conjun...

February 10, 2015

Entrevista à Rádio CBN em fevereiro de 2015

 

Ouça em: Youtube ou Rádio CNB

 

Infectologista da Faculdade de Medicina da Unesp-Botucatu, Alexandre Naime Barbosa, comenta pesquisa que revela que quase metade da população da Região Sudeste não fez uso de preservativo em todas as suas relações sexuais de 2013


Leia mais: http://cbn.globoradio.globo.com/editorias/ciencia-saude/2015/02/09/FALTA-DE-PERCEPCAO-DO-RISCO-LEVA-JOVEM-A-NAO-USAR-PRESERVATIVO.htm

Uma nova Recomendação do Conselho Federal de Medicina (CFM), publicada nesta quinta-feira (29), preconiza que medidas preventivas devem ser adotadas – pelos estabelecimentos e instituições de saúde – em relação à infecção pelo HIV. Estas medidas englobam treinamento a toda a equipe nas precauções universais; oferecer a todos os profissionais da área acesso à equipe multidisciplinar para suporte e orientação sobre os riscos de infecção ocupacional por patógenos carreados pelo sangue; e propiciar a existência de condições de trabalho suficientes e aptas para a salvaguarda de todas as medidas já definidas.

 

O documento ressalta a importância de que a informação e o ensino em relação à infecção pelo vírus devem ser passados continuamente aos profissionais de saúde e à população em geral, visando, sobretudo, o entendimento dos mecanismos de contaminação pelo HIV e outros micro-organismos. Segundo o texto, a divulgação desse conhecimento ajudará não só a limitar a possibilidade de novos casos...

Please reload

Posts Mais Lidos
Please reload

Arquivos
Please reload

Tags