© 2015 por Spitalex. Criado com Wix.com

  • Wix Facebook page
  • YouTube clássico
  • Slideshare.jpeg
  • LinkedIn App Ícone
Please reload

Posts Mais Acessados

Jubileu de Ouro da MIP Infectologia UNESP - Uma Celebração Histórica e Emocionante (Vídeos, Fotos e Resenha)

Dia 11 de Abril de 2018, mais de 300 pessoas se reuniram para a Celebração dos 50 Anos da Disciplina de Moléstias Infecciosas e Parasitárias da UNESP - Faculdade de Medicina de Botucatu. Entre os presentes, muitos dos pioneiros e também dos atuais Professores, Residentes, Alunos de Graduação, Médicos, Pós-Graduandos, Aprimorandos e Funcionários da MIP Infectologia UNESP, além da Diretoria da Faculdade de Medicina, Hospital das Clínicas FMB UNESP, FAMESP e dirigentes da Prefeitura Municipal de Botucatu. Nessa data histórica, em que também se comemora nacionalmente o Dia do Infectologista, o sentimento de todos é de satisfação pelo sucesso no caminho trilhado, fortalecendo a perseverança na continuidade do trabalho árduo desenvolvido nessas últimas cinco décadas.

 

Vídeo da Cerimônia de Abertura: https://youtu.be/Za_nd4_xSYA

 

Vídeo do Resgate Histórico: https://youtu.be/Vg4MLRsY7kg

 

Link para as Fotos (Eliete Soares):  https://photos.app.goo.gl/CXyJ09ocdeW3EVgk2

 

Meio século que foram relembrados saudosamente por vários presentes, em uma cerimônia que mesclou resgate histórico, homenagens e atualização científica. Desde o início das atividades da MIP Infectologia UNESP em 1968, quando os pioneiros professores Domingos Alves Meira e Augusto Cesar Montelli receberam a primeira turma de internos da Medicina para estágio na especialidade no Hospital das Clínicas de Botucatu, as atividades de Ensino, Assistência, Pesquisa e Administração cresceram lado a lado, suprindo concomitantemente suas necessidades complementares.

 

Ensino: Em termos de ensino, hoje a MIP Infectologia UNESP está presente na Graduação em Medicina (2º, 4º e 5º Anos), fornecendo sólida formação nos temas fundamentais da especialidade na prática médica. A Residência Médica em Infectologia, criada em 1978, conta com três anos de programa regulamentares, e também um quarto ano opcional na área de atuação em Infecção Hospitalar. O Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais oferece vagas em Mestrado e Doutorado na área com diversas linhas de pesquisa (ver abaixo). O Aprimoramento Multiprofissional compreende os programas de Animais Peçonhentos, Imunologia de Moléstias Infecciosas e Parasitárias, Micologia Médica e Nutrição em Doenças Tropicais. Nesses 50 anos, a MIP Infectologia UNESP formou mais de 4.500 de alunos de Graduação em Medicina, 87 residentes de Infectologia, 105 Aprimorandos, 186 Mestres e 97 Doutores.

 

Estrutura de Assistência e Pesquisa: A estrutura da Assistência e Pesquisa da MIP Infectologia UNESP é forte, e por isso consegue formar egressos com alta capacidade prática e teórica. Nessas últimas cinco décadas o Serviço de Infectologia e suas Unidades Parceiras cresceram e se fortaleceram, criando uma rede em que ensino, pesquisa e assistência se complementam. São milhares de pacientes assistidos anualmente em atendimentos ambulatoriais e hospitalares, nas mais diversas áreas da Infectologia. Conheça os componentes dessa complexa estrutura coordenados pela/ou parceiros da Disciplina de Infectologia da UNESP:

 

1. Serviço de Infectologia do Hospital das Clínicas (HC FMB UNESP):

- Enfermaria de Infectologia unidade de internação que conta com 16 leitos, sendo 05 quartos de isolamento, e desses, 02 com pressão negativa.

- Pronto-Socorro e Triagem em Infectologia unidades de atendimento de urgência, emergência e pronto-atendimento, que contam com estrutura física e corpo clínico especializados no suporte avançado de vida e investigação clínica.

- Ambulatórios da Especialidade (ver lista completa abaixo).

 

2. Serviço de Ambulatórios Especializados de Infectologia “Domingos Alves Meira” (SAEI-DAM): Criado com o objetivo de prestar assistência de excelência à pessoas vivendo com HIV/Aids, Hepatite B, Hepatite C e HTLV, o SAEI-DAM iniciou suas atividade em 2004, com o espírito de atendimento humanizado, multiprofissional e multidisciplinar. É unidade administrada pela FAMESP, com vínculos de assistência, ensino e pesquisa com a FMB UNESP e o HC FMB UNESP. Abriga diversos ambulatórios da especialidade (ver lista completa abaixo).

 

3. Ambulatórios do Serviço de Infectologia MIP Infectologia UNESP:

3.1 - Acidentes por Animais Peçonhentos (SAEI-DAM)

3.2 - Doença de Chagas (HC FMB UNESP): cerca de 300 pacientes em seguimento.

3.3 - Geral (HC FMB UNESP) atende pacientes com tuberculose, sífilis e outras patologias da área, com cerca de 1.000 consultas/ano.

3.4 - Hepatite B (SAEI-DAM): cerca de 250 pacientes em seguimento.

3.5 - Hepatite C (SAI-DAM): cerca de 400 pacientes em seguimento.

3.6 - HIV/Aids (SAEI-DAM): 5 ambulatórios, com cerca de 1.000 pacientes em seguimento.

3.7 - HTLV (SAEI-DAM): cerca de 20 pacientes em seguimento.

3.8 - Imunossuprimidos (HC FMB UNESP) - Transplante de Fígado

3.9 - Imunossuprimidos (HC FMB UNESP) - Transplante de Rim

3.10 - Micobacterioses Atípicas (HC FMB UNESP)

3.11 - Micologia Clínica (HC FMB UNESP): atende pacientes com Paracoccidioidomicose, Criptococose, Histoplasmose, Aspergilose entre outras, com cerca de 200 pacientes em seguimento.

3.12 - Metabolismo e Nutrição em HIVAids (SAEI-DAM)

3.13 - Nutrição em Infectologia Geral (HC FMB UNESP)

3.14 - Risco Biológico (SAEI-DAM): atende pessoas que sofreram situações de risco de exposição a doenças transmissíveis.

 

4. Comissão de Controle de Infecção Relacionada à Saúde (CCIRAS) HC FMB UNESP: responsável pela vigilância e manejo das infecções hospitalares, e do controle de antimicrobianos.

 

5. Serviço de Controle e Prevenção de Infecções em Pacientes Imunossuprimidos (SI) HC FMB UNESP: responsável pelo manejo dos pacientes imunossuprimidos em risco de infecções.

 

6. Núcleo de Vigilância Epidemiológica (NVE) HC FMB UNESP: responsável pela detecção e prevenção de agravos à saúde individual ou coletiva.

 

7. Centro de Referência em Imunobiológicos Especiais (CRIE) HC FMB UNESP: responsável pelo manejo da imunização avançada.

 

8. Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos da UNESP (CEVAP): O CEVAP é uma Unidade Complementar da UNESP - modalidade Interunidade - prevista no estudo da universidade. Atua como instituição de desenvolvimento e integração dentro da estrutura multi campi, realizando a articulação entre o Ensino, a Pesquisa, a Capacitação de Recursos Humanos e a Extensão Universitária sobre sua temática de atuação. Recentemente tem se dedicado à ciência translacional prospectando e desenvolvendo moléculas candidatas a partir das toxinas animais – da bancada ao leito do paciente.

 

9. Laboratório de Moléstias Infecciosas “Profa. Dra. Sueli Aparecida Calvi”: hoje integrado à UNIPEX (Unidade de Pesquisa Experimental) da FMB-UNESP, é dividido em cinco áreas Biotério, Micologia Médica, Parasitologia, Imunologia e Biologia Molecular onde são desenvolvidas atividades de Assistência, Ensino e Pesquisa.

 

Pesquisa: No campo da Pesquisa, desde os primeiros trabalhos de Malária nas décadas de 70 e 80, principalmente durante as atividades do Projeto Rondon em Humaitá - AM, passando pelos reconhecidos trabalhos em Paracoccidioidomicose, Animais Peçonhentos e HIV/Aids nos anos 80 e 90, a MIP Infectologia UNESP criou em 1992 a Pós-Graduação em Doenças Tropicais, que atualmente recebe conceito 5 da CAPES. Hoje esse programa conta com mais de 22 docentes, sendo caracterizado pela multidisciplinaridade nas mais diversas áreas da Infectologia. Ao todo, a PG em Doenças Tropicais já formou 283 alunos, entre Mestres e Doutores.

 

Corpo de Profissionais da Disciplina MIP Infectologia UNESP - atualmente é composto por:

 

Prof. Titular Benedito Barraviera

Profa. Adjunta Lenice do Rosário de Souza

Prof. Adjunto Carlos Magno Castelo Branco Fortaleza

Prof. Dr. Ricardo Augusto Monteiro de Barros Almeida

Prof. Dr. Alexandre Naime Barbosa

Profa. Dra. Julhiany de Fátima da Silva

Dra. Érika Alessandra Pellison Nunes da Costa

Dr. Ricardo de Souza Cavalcante

Dra. Mônica Bannwart Mendes

Dr. Sebastião Pires Ferreira Filho

Dr. Paolo Andreotti

Dra. Letícia Lastoria Kurozawa

Biol. Dr. Rodrigo Mattos dos Santos

 

Please reload

Tags

Deixe sua sugestão ou recado aqui.

Posts Mais Recentes
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now